Tupã - Sistema Online de Apoio a Eventos do CLAEC, III Seminário Latino-Americano de Estudos em Cultura

Tamanho da fonte: 
A (IN)EFETIVIDADE DE POLÍTICAS PÚBLICAS: UMA ANÁLISE LINGUÍSTICO-SOCIO DISCURSIVA DE DENÚNCIAS E REIVINDICAÇÕES DOS SURDOS QUANTO À SUA EDUCAÇÃO
Cleide Emilia Faye Pedrosa

Última alteração: 02-01-2021

Resumo


Situamos este estudo no Simpósio temático “Políticas públicas, diversidade cultural e descolonização” por entender que os Estudos Surdos buscam a construção da “experiência da equidade” em diálogo interdisciplinar em vários campos do saber. Entre os campos desse diálogo, mencionamos a Análise Crítica do Discurso - ACD (WODAK; MEYER, 2015); a Luta por Reconhecimento (HONNETH, 2009; FUHRMANN (2013), no âmbito da Filosofia Social; e os Direitos Humanos (MOREIRA; GOMES, 2012). O Povo Surdo é um dos muitos grupos marcados pela vulnerabilidade, resultante do perfil de uma sociedade desigual. Assim, abalizar as denúncias e as reivindicações do povo surdo em espaços sócio-discursivos de produções textuais em Língua Portuguesa como L2, torna-se um objetivo que retrata também o compromisso das investigadoras, enquanto agentes sociais críticas de realidades sociais inquietantes, ao apresentar novas diagnoses de velhos problemas. Por isso, que o analista crítico do discurso tem sua leitura social orientada para a emancipação dos grupos em situação de subalternidade, verificando o entorno político e cultural que envolve esses sujeitos atingidos. Com a finalidade de alcançar o objetivo proposto, coletamos 20 redações de candidatos surdos que fizeram o vestibular especial para entrada no curso de Letras Libras da Universidade Federal de Sergipe (UFS), entre os anos 2018 – 2020, e selecionamos os fragmentos textuais-discursivos que contemplaram as temáticas de denúncias e  reivindicações. Os fragmentos foram analisados segundo a metodologia proposta pela ACD (MAGALHÃES; RESENDE; 2017), qual seja uma metodologia qualitativa -interpretativista. Os textos também foram submetidos à análise de uma gramática de uso, qual seja a Gramática Sistêmico-Funcional, a fim de indicar os aspectos léxico-gramaticais que validam a leitura das temáticas escolhidas. Os resultados identificados, quais sejam, as reivindicações e denúncias dos surdos em suas produções em LP, impactam diretamente na busca por políticas públicas que ofereçam uma educação equitativa para os surdos.


Palavras-chave


Análise Crítica do Discurso; Luta por Reconhecimento; Direitos Humanos; Povo Surdo; Educação Equitativa

Referências


BARREIRA, César. Violência difusa, medo e insegurança: as marcas recentes da crueldade. Revista Brasileira de Sociologia, v. 1, n. 1, Sergipe, Jan./Jul. 2013. [ Links ]

FUHRMANN, Nadia. LUTA POR RECONHECIMENTO: REFLEXÕES SOBRE A TEORIA DE AXEL HONNETH E AS ORIGENS DOS CONFLITOS SOCIAIS. Barbarói, Santa Cruz do Sul, n. 38, jan./jun. 2013, p. 79-96. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/barbaroi/n38/n38a06.pdf. Acesso em: 18 mar. 2020.

GONÇALVES-SEGUNDO, Paulo Roberto. Discurso e prática social. In: BATISTA JR, J. R. L.; SATO, D. T. B.; MELO, I. F de. (Org).  Análise de discurso crítica para linguistas e não linguistas. São Paulo: Parábola, 2018

HONNETH, A. Luta por reconhecimento: a gramática moral dos conflitos sociais. São Paulo: Editora 34, 2009.

MAGALHÃES, I.; MARTINS, André Ricardo; RESENDE, Viviane de Melo. ANÁLISE DE DISCURSO CRÍTICA: um método de pesquisa qualitativa. Brasília: Editora UnB, 2017.

MOREIRA, V.; GOMES, C. de M. (Coords.). Compreender os Direitos Humanos - Manual de Educação para os Direitos Humanos. 3. ed em Língua Inglesa: European Training and Research Centre for Human Rightsand Democracy (ETC). Coimbra, Portugal: Ius Gentium Conimbrigae/Centro de Direitos Humanos Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra (FDUC), 2012.

PEDRO, Emília. Análise crítica do discurso: aspectos teóricos, metodológicos e analíticos. In: PEDRO, Emília (Org.). Análise crítica do discurso. Lisboa, PT: Caminho, 1998. p. 19-46.

RESENDE, Viviane de Melo. Análise de discurso crítica: reflexões teóricas e epistemológicas quase excessivas de uma analista obstinada. In: RESENDE, Viviane de Melo, REGIS, Jaqueline Fiuza da Silva (Orgs.) Outras Perspectivas em análise de discurso crítica. Campinas, SP: pontes Editores, 2017. p. 11-52.

SANTOS, Boaventura de Sousa. A Cruel Pedagogia do Vírus. Coimbra, Portugal: Edições Almedina, S.A., 2020.

SANTOS, Boaventura de Sousa. Descolonizar el saber, reinventar el poder. Montivideu: Uruguai: Ediciones Trilce - Extensión Universitaria, Universidad de la República, 2010.

SHERER-WARREN, Ilse. Das Mobilizações às Redes de Movimentos Sociais. Sociedade e Estado, Brasília, v. 21, n. 1, p. 109-130, 2006.

VAN DIJK, T. Discurso e Poder. São Paulo: Contexto, 2008.

WODAK, Ruth; MEYER, Michael. Análise Crítica do Discurso: História, Agenda, Teoria e Metodologia. In: WODAK, Ruth; MEYER, Michael. (Org.) Métodos de análise crítica do discurso. 2. ed. Atual. e mod. Londres: Sage, 2009, p.1-33 .


Texto completo: PDF