Tupã - Sistema Online de Apoio a Eventos do CLAEC, III Seminário Latino-Americano de Estudos em Cultura

Tamanho da fonte: 
Colonialidade, gestão cultural e culturas populares
Laura Bezerra

Última alteração: 02-01-2021

Resumo


Esse trabalho, parte de uma pesquisa de pós-doutorado em andamento, assume uma perspectiva situada, trabalhando com autores vinculados ao Pensamento Crítico Latino-americano e à descolonização de saberes, assim como com as reflexões produzidas sobre a gestão cultural no continente. Entrevistas e rodas de saberes com gestores de grupos tradicionais e populares do Recôncavo da Bahia nos trazem os aportes para pensarmos nas especificidades do seu trabalho e as consequências para a formação acadêmica nessa área.


Palavras-chave


Gestão cultural; cultura popular; conexão de saberes; colonialidade; Recôncavo da Bahia

Referências


BARROS, José Márcio. Processos (trans)formativos e a gestão da diversidade cultural. In: CALABRE, Lia. Políticas culturais: reflexões sobre gestão, processos participativos e Desenvolvimento. São Paulo: Itaú Cultural; Rio de Janeiro: Fundação Casa de Rui Barbosa, 2009, p. 63-65.

KUSCH,  Rodolfo. Obras Completas. Rosario: Fundación A. Ross, 2007.

LANDER, Edgardo (org). A colonialidade do saber: eurocentrismo e ciências sociais. Perspectivas latino-americanas. Buenos Aires: CLACSO, 2005.

MIGNOLO, Walter. Colonialidade. 
O lado mais escuro da modernidade. Revista Brasileira de Ciências Sociais, vol. 32, n° 94, p. 1-18, junho 2017.

NASCIMENTO, Wanderson Flor do. Entre apostas e heranças: Contornos africanos e afro-brasileiros na educação e no ensino de filosofia no Brasil. Rio de Janeiro: NEFI, 2020

PALERMO, Zulma (org.). De/descolonizar la universidad. Buenos Aires: Del Signo, 2015.

TASAT, José (org.). Políticas culturales públicas. Culturas locales y diversidade cultural desde un enfoque geocultural. Saenz Peña: UNTREF, 2014.

YÁÑEZ, Carlos. La identidade del gestor cultural en America Latina. Un camino en construcción. Bogotá: Universidad Nacional de Colombia, 2013. 

VICH, Victor. Desculturalizar la Cultura. La gestión cultural com forma de acción política. Buenos Aires: Siglo Veintiuno Editores, 2014.

 


Texto completo: PDF