Tupã - Sistema Online de Apoio a Eventos do CLAEC, III Seminário Latino-Americano de Estudos em Cultura

Tamanho da fonte: 
Educação Escolar Quilombola: Formação Docente, Etnossaberes e Pós - Colonialidade
Suely Dulce de Castilho, Francisca Edilza Barbosa de Andrade Carvalho, Samara Pereira de Souza, Rafaela Almeida Figueiredo

Última alteração: 02-01-2021

Resumo


O presente texto visa relatar uma experiência obtidas no curso de extensão “Educação Escolar Quilombola: Etnossaberes, Pós - Colonialidade e Formação docente”, desenvolvido pelo Grupo de Estudos e Pesquisa em Educação Quilombola/GEPEQ-UFMT, coordenado pela professora doutora Suely Dulce de Castilho. O referido curso teve como principal objetivo estabelecer uma interação dialógica e formativa entre a comunidade acadêmica e os professores que atuam na Educação Escolar Quilombola do Estado de Mato Grosso. Metodologicamente foi desenvolvido leituras, debates e elaboração de um plano de intervenção pedagógica. Como instrumentos de coleta de informação fez-se observações durante a realização de todo o percurso dos docentes e entrevistas. A análise dos dados desvela que a participação dos docentes no curso de formação os capacitou a redimensionar as práticas pedagógicas, realizar a transposição didática conectando os saberes das comunidades aos conteúdos escolares, contribuindo para ampliar a integração entre a escola e a comunidade. Desse modo, o curso de extensão oportunizou a apropriação dos etnossaberes locais e potencializou uma prática pedagógica mais contextualizada ao contexto quilombola, negra, rural, importante para a afirmação da identidade, da cultura, numa propositura antirracista.


Palavras-chave


Educação; Etnossaberes; Pós-Colonialidade; Formação docente; Quilombo.

Referências


BHABHA. H. K. O local da cultura. Tradução de Myriam Ávila, Eliana Lourenço de Lima Reis, Gláucia Renate Gonçalves. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2013.

 

CASTILHO, S. D. Quilombo Contemporâneo: educação, família e culturas. Cuiabá, EdUFMT, 2011.

 

FANON, F. Pele negra, máscaras brancas. Portugal: Editora Paisagem, 1975.

 

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. 22.ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

 

GROSFOGUEL, Ramón. Para descolonizar os estudos da economia política e os estudos pós-coloniais: transmodernidade, pensamento de fronteira e colonialidade global. In: SANTOS, Boaventura de Sousa; MENESES, Maria Paula. Epistemologias do Sul. São Paulo: Cortez, 2010.

 

HAMPÂTÈ BÂ, A. O menina fula. São Paulo: Editora Palas Athena, 2003.

 

MATO GROSSO. Orientações Curriculares: Diversidades Educacionais. Secretaria de Estado de Educação de Mato Grosso, Cuiabá, Defanti, 2010.

 

MBEMBE, A. Crítica da razão negra. Tradução Marta Lança. Portugal: Editora Antígona, 2014.

 

QUIJANO, Aníbal. Colonialidade do poder e classificação social. In: SANTOS, Boaventura de Sousa; MENESES, Maria Paula. Epistemologias do Sul. São Paulo: Cortez, 2010.

 


Texto completo: PDF