Tupã - Sistema Online de Apoio a Eventos do CLAEC, II Seminário Latino-Americano de Estudos em Cultura

Tamanho da fonte: 
Plurilinguismo e Pluriculturalidade: abordagem humanística
Millene Barros Guimaraes Sousa

Última alteração: 31-05-2019

Resumo


Esta proposta de trabalho fundamenta-se no projeto de pesquisa em vigência no Instituto Federal do Paraná, Campus Avançado Quedas do Iguaçu, no qual atuo como coordenadora, intitulado “Plurilinguismo e Pluriculturalidade: viver, experienciar e ser”. Esse projeto surge da percepção da importância de práticas pedagógicas nas aulas de línguas, materna e estrangeira, voltadas à promoção do saber-fazer e saber-ser do discente em que ele se situe em seu próprio mundo e nos espaços sociais, políticos e culturais de forma crítica, útil e significativa. Os conceitos plurilinguismo e pluriculturalidade convivem no mesmo espaço, principalmente, quando se lança o olhar à realidade escolar heterogêneo, no que tange ao ambiente cultural e linguístico. Ratifica-se a relevância do desenvolvimento de ações que toque na questão da pluralidade, seja ela cultural, linguística, socioeconômica, étnica, racial, sexual ou política, para que o aprendizado das línguas torne-se eficaz, contribuindo para um ambiente solidário e democrático. Assim, esse projeto contempla a temática língua, no viés teórico da pluralidade, a fim de que o discente compreenda o conceito língua como uma esfera social, cultural, política, contribuindo para sua vivência, experiência e formação identitária e cidadã na compreensão da sua realidade linguística-cultural materna e variedades, assim como, a realidade linguística-cultural de línguas estrangeiras. Portanto, o objetivo deste trabalho é conhecer, experenciar, respeitar, valorizar, tornar público e compreender os processos socioculturais a partir da língua materna e línguas estrangeiras (espanhol e inglês) presentes no ambiente escolar para que as línguas se relacionem entre si e interatuem no processo sociocognitivo do aluno.


Palavras-chave


Pluralidade, Plurilinguismo; Pluriculturalidade; Educação humanista; Sociedade.

Referências


BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

 

BIZARRO, R.; BRAGA, F. Educação intercultural, competência plurilíngue e competência pluricultural: novos desafios para a formação de professores de línguas estrangeiras. In: SECÇÃO DE ESTUDOS FRANCESES DO DEPARTAMENTO DE ESTUDOS PORTUGUESES E DE ESTUDOS ROMÂNICOS (Org.). Estudos em homenagem ao Professor Doutor António Ferreira de Brito. Porto: Faculdade de Letras da Universidade do Porto, 2004. p. 57-69.

 

BRASIL. Paramêtros Curriculares Nacionais (PCNs). Língua Portuguesa. Ensino Fundamental. Terceiro e quarto ciclos. Brasília: MEX/SEF, 1998.

 

CONSELHO DA EUROPA. Quadro Europeu Comum de Referência para as Línguas: aprendizagem, ensino e avaliação. Trad. de Maria Joana P. do Rosário e Nuno V. Soares. Porto, Portugal.: Edições ASA, 2001.

 

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA A EDUCAÇÃO, A CIÊNCIA E A CULTURA (UNESCO). Relatório Mundial da UNESCO Investir na diversidade cultural e no diálogo intercultural. Brasília: UNESCO BRASIL, c2009.

 

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA A EDUCAÇÃO, A CIÊNCIA E A CULTURA (UNESCO). Repensar a educação: Rumo a um bem comum mundial? Brasília: UNESCO BRASIL, 2016.


Texto completo: PDF