Tupã - Sistema Online de Apoio a Eventos do CLAEC, III Encontro Humanístico Multidisciplinar e II Congresso Latino-Americano de Estudos Humanísticos Multidisciplinares

Tamanho da fonte: 
Concepções de beleza para adolescentes anoréxicos(as) e bulímicos(as) em uma escola na cidade de Rio Grande/ RS
Francine Mirapalheta Bravo

Última alteração: 18-01-2018

Resumo


Esse trabalho apresenta como objetivo discutir as concepções de beleza construídas por um grupo de adolescentes que se consideram anoréxicos(as) e/ou bulímicos(as) em uma Escola Estadual de Ensino Médio da Cidade de Rio Grande/RS. Emerge por compreender que a beleza é produzida a partir de relações sócio-culturais as quais são estabelecidas, além do entendimento que ainda hoje é possível considerar o corpo magro como aquele que representa o belo. Três adolescentes participaram do estudo. Esse estudo está sendo produzido a partir dos Estudos Culturais, em sua vertente pós-estruturalista, tendo inspiração do grupo focal como ferramenta para a produção dos dados. Ao longo do encontro com os(as) adolescentes, foi possível identificar que para eles(as), as noções de beleza estão atreladas à magreza, especialmente demarcadas em algumas regiões específicas do corpo como por exemplo, barriga, glúteos e face, as quais precisam apresentar um aspecto magro. Apontaram ainda sobre os investimentos e autocontrole que é preciso desenvolver para se ter esse corpo. Além disso, foi possível perceber, a partir dos relatos, que há uma diferenciação entre as noções de beleza, no que tange os corpos femininos e masculinos, ou seja, há formas de compreender uma beleza masculina e uma beleza feminina. Enfim, a partir dos relatos apontados pelos(as) três adolescentes há de considerar que há uma concepção bastante forte para eles no que tange a beleza: terem corpos magros, entretanto, essa magreza é produzida a partir de diferentes atributos generificados, direcionados aos corpos masculinos e femininos.


Palavras-chave


Adolescentes, anorexia, beleza, bulimia, magreza.

Referências


ANDRADE, Sandra dos Santos. Uma boa forma de ser feliz: representações de corpo feminino na revista Boa Forma. Tese [doutorado em Educação]. Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2002.

CORDÁS, Taki. Transtornos alimentares: classificação e diagnóstico; In: Rev. Psiq. Clin. 31 (4); 154-157, 2004.

WEINBERG, Cybelle e CORDÁS, Táki. Do altar às passarelas: da anorexia nervosa à anorexia santa. São Paulo: Annablume, 2006.

ECO, Umberto (org.). História da Beleza. Rio de Janeiro: Record, 2004.

GATTI, Bernardete Angelina. Grupo focal na pesquisa em ciências sociais e humanas. Brasília: Líber Livro, 2005.

GIROUX, Henry A. Praticando Estudos Culturais nas faculdades de educação, In. SILVA, Tomaz Tadeu. Alienígenas na sala de aula: uma introdução aos estudos culturais em educação. Petrópolis: vozes, 2005.

VIGARELLO, Georges. História da beleza. Rio de Janeiro: Ediouro, 2006.


Texto completo: PDF