Tupã - Sistema Online de Apoio a Eventos do CLAEC, III Encontro Humanístico Multidisciplinar e II Congresso Latino-Americano de Estudos Humanísticos Multidisciplinares

Tamanho da fonte: 
ENSINO EM TEMPOS TECNOLÓGICOS: OLHARES E PERCEPÇÕES DE MESTRANDOS EM FORMAÇÃO
Rogério José Schuck

Última alteração: 16-01-2018

Resumo


Com a chegada de novas ferramentas tecnológicas de comunicação e informação, o uso da internet ganhou destaque e aumentou significativamente a velocidade com que se dá o acesso às informações. Nesse cenário, a iniciação à pesquisa pode ser beneficiada e potencializar a construção do conhecimento. O estudo buscou investigar processos de ensino, de iniciação à pesquisa e de aproximação com as Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação - TDIC, que permeiam as práticas pedagógicas de docentes do Ensino Superior e da Educação Básica. Foram entrevistados seis alunos mestrandos que desenvolvem seu trabalho nas regiões Sul, Norte e Nordeste do Brasil. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, sendo que as informações foram coletadas mediante entrevista gravada, seguindo um roteiro de questões semiestruturadas. Resultados apontam que todos os alunos mestrandos trazem uma predominante concepção de que as pesquisas devem ser realizadas na biblioteca da escola ou então na sala de informática, sendo que justificam o não fazer pesquisa pela falta de infraestrutura. A ideia de realizar investigações/pesquisas na sala de aula é algo distante da compreensão da maioria dos entrevistados.


Palavras-chave


Aprendizagem, ensino, iniciação à pesquisa, TDIC.

Referências


BOGDAN, R. e BIKLEN, S. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Porto, Editora Porto, 1994.

KENSKI, V. M. Novas tecnologias: o redimensionamento do espaço e do tempo e os impactos no trabalho docente. Trabalho apresentado na XX Reunião Anual da ANPED, Caxambu, Setembro de 1997. Publicado em Maio, Junho, Julho e Agosto de 1998, nº8, p. 58-71.

LÉVY, P. A inteligência coletiva: para uma antropologia do ciberespaço. Portugal: Instituto Piaget, 1994.

____________. A conexão planetária: o mercado, o ciberespaço, a consciência. São Paulo: Ed. 34, 2001.

MORAES, R. e GALIAZZI, M. C. Análise textual discursiva. Ijuí: Editora Unijuí, 2013.

MORAES, R.; GALIAZZI, M.C. e RAMOS, M. Pesquisa em sala de aula: fundamentos e pressupostos (In.) MORAES, Roque e LIMA, Valderez Marina do Rosário( Orgs.)Pesquisa em sala de aula: tendência para a educação em novos tempos.3.ed.Porto Alegre: EDIPUCRS,2012, p.11-20.

PESAVENTO, S. J. Fronteiras da história: uma leitura sensível do tempo. In: SCHÜLER, F., et.al. (Orgs) Fronteiras do pensamento: retratos de um mundo complexo. São Leopoldo: Ed. UNISINOS, 2008, pp. 179-190.

RIO GRANDE DO SUL. Secretaria da Educação. Proposta pedagógica para Ensino Médio Politécnico e Educação Integrada ao Ensino Médio 2011-2014.Disponível em:<http://educacao.rs.gov.br/dados/ensmedproposta.pdf> Acesso em: 24 de julho de 2013.

SANTAELLA, L. Linguagens Liquidas na era da mobilidade. São Paulo: Paulus, 2007.

SERRES, M. Atlas. Portugal: Instituto Piaget, 1994.


Texto completo: PDF