Tupã - Sistema Online de Apoio a Eventos do CLAEC, III Encontro Humanístico Multidisciplinar e II Congresso Latino-Americano de Estudos Humanísticos Multidisciplinares

Tamanho da fonte: 
REPRESENTATIVIDADE LESBIANA NA OBRA AMORA DE NATALIA BORGES POLESSO
Ana Valéria Goulart dos Santos

Última alteração: 17-01-2018

Resumo


Resumo

Há uma grande carência de obras literárias e escritores LGBTTQAI (Lesbianas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais, Queer, Assexuais, Intersexuais) no mercado. Pensando nisso, este artigo se propõe a fazer uma discussão sobre a homossexualidade feminina. Para isso, o artigo traz 3 contos pertencentes a obra Amora, da gaúcha Natalia Borges Polesso, pois neles tem-se personagens muito ricas retratadas de formas livres de estereótipos, proporcionando assim, não somente a visibilidade, mas também a representatividade de mulheres lesbianas. Além disso, o artigo também propõe uma reflexão sobre as relações sociais e afetivas dessas protagonistas. Partindo da ideia da produção literária como um ato político, um livro com temática homoafetiva feminina escrito por uma mulher lesbiana é imprescindível para a sociedade e, ainda assim, muito difícil de se encontrar. Surge daí a necessidade de produção e divulgação cientifica nessa área.

 

 

Palavras-Chave: Literatura; lesbianidade; representatividade; visibilidade.


Palavras-chave


Literatura; lesbianidade; representatividade; visibilidade.

Texto completo: PDF