Tupã - Sistema Online de Apoio a Eventos do CLAEC, II Encontro Humanístico Multidisciplinar e I Congresso Latino-Americano de Estudos Humanísticos Multidisciplinares

Tamanho da fonte: 
Fronteiras entre autonomia indígena e Estado: a luta Mbyá Guarani por território
Carolina Padoin

##manager.scheduler.building##: Campus Jaguarão
##manager.scheduler.room##: Sala 303
Data: 10-11-2016 08:00 AM – 11:30 AM
Última alteração: 20-10-2016

Resumo


Esta pesquisa tem por objetivo analisar as estratégias de uma comunidade Guarani Mbyá de resistência e enfrentamento na luta por território na região de Santa Maria/RS. Ao longo da pesquisa foram observados os desdobramentos jurídicos e identitários da etnia Guarani juntamente com o poder público para a conquista da aldeia Guaviraty, onde atualmente vivem. As etapas metodológicas foram construídas através da investigação etnográfica dos processos que levaram a comunidade a alcançar seus objetivos. Além da pesquisa bibliográfica e documental, foi realizado um trabalho de acompanhamento dos indígenas em diversos momentos, desde as primeiras motivações de busca pela terra, passando pela análise da Ação Civil Pública em âmbito estatal, e finalizando com um olhar propriamente antropológico para o significado da conquista da terra e as implicações para os sujeitos envolvidos no processo. A ideia central se baseia na análise sobre a definição de Autonomia Indígena a partir do olhar institucional (Estado) e Mbyá Guarani em diversos momentos da luta pelo território, tentando, a partir dessa leitura, compreender a definição legal de autonomia e como esta se entrelaça com a visão ameríndia Mbyá Guarani.