Tupã - Sistema Online de Apoio a Eventos do CLAEC, II Encontro Humanístico Multidisciplinar e I Congresso Latino-Americano de Estudos Humanísticos Multidisciplinares

Tamanho da fonte: 
Piaget e Vygotsky: contribuições de suas teorias para o sistema de ensino brasileiro
Jairo de Almeida Santana, Fabiano Zdradek

##manager.scheduler.building##: Campus Jaguarão
##manager.scheduler.room##: Sala 311
Data: 11-11-2016 08:00 AM – 11:30 AM
Última alteração: 20-10-2016

Resumo


Este estudo busca refletir sobre o sistema classificatório/etário do ensino brasileiro, que é dividido em séries/anos, por meio da relação entre o desenvolvimento real e potencial, propostos pela teoria de Vygotsky (2007). Tenta-se responder a seguinte questão: o que esta perspectiva poderá trazer aos alunos? Esta proposta está sobre a égide da teoria da Zona de Desenvolvimento Proximal. Neste ponto de vista, a interação social e a mediação, feita por alguém mais capacitado, podem levar os alunos a atingirem etapas muito mais rapidamente, pois, considera-se que se aprende por meio da interação e mediação. Portanto, o estágio potencial seria alcançado de maneira previsível e satisfatória, diferentemente dos moldes utilizados no sistema de ensino brasileiro, que se embasam nas etapas de desenvolvimento cognitivo, proposto por Piaget (2010). Não se pode negar que a proposta é um tanto quanto ousada, entretanto, se faz necessária para um real desenvolvimento do aluno.