Tupã - Sistema Online de Apoio a Eventos do CLAEC, II Encontro Humanístico Multidisciplinar e I Congresso Latino-Americano de Estudos Humanísticos Multidisciplinares

Tamanho da fonte: 
O caso do Cabildo uruguaio e argentino: uma análise sobre os processos de patrimonialização frente as suas representatividades.
Juliana de Oliveira Plá, Rita Juliana Soares Poloni, Ana Sosa González, Ronaldo Bernardino Colvero

##manager.scheduler.building##: Campus Jaguarão
##manager.scheduler.room##: Sala 306
Data: 12-11-2016 08:30 AM – 11:30 AM
Última alteração: 27-10-2016

Resumo


O ato de preservar representa o lembrar de uma fase, marco ou ato do passado, o patrimônio assim, atua como testemunho de uma época. Ajuda no processo de identidade de um grupo, formula indicadores da construção social. É a ressignificação das manifestações culturais, tornando-as vivas, ganhando sentido para os indivíduos. O trabalho pretende frente à significação do patrimônio e a produção de discursos, analisar os processos de patrimonialização dos cabildos, presentes desde a época de instalação da localidade, de Montevidéu - Uruguai, e Buenos Aires – Argentina, demonstrando a diferença de posicionamento entre os dois países. Além disso, discorre sobre a influência do patrimônio nos processos de identidade e memória coletivas, que representam uma trajetória histórica e cultural.