Tupã - Sistema Online de Apoio a Eventos do CLAEC, II Encontro Humanístico Multidisciplinar e I Congresso Latino-Americano de Estudos Humanísticos Multidisciplinares

Tamanho da fonte: 
O Negro Do Rastilho: Memória Social e Identidade Cultural em Jaguarão, RS
Alef Franco Caldeira, Alessandra Buriol Farinha

##manager.scheduler.building##: Campus Jaguarão
##manager.scheduler.room##: Sala 306
Data: 12-11-2016 08:30 AM – 11:30 AM
Última alteração: 20-10-2016

Resumo


O presente trabalho trata da descrição de uma lenda da zona rural de Jaguarão, RS, o “Negro do Rastilho”. O principal objetivo do trabalho é relatar e assim dar visibilidade a história do Negro do Rastilho, que viveu no local no começo do século XX. O trabalho também mostra o vínculo desde objeto de pesquisa com a memória cultural da comunidade local, perpassando questões étnicas, místicas e religiosas que permaneceram no imaginário popular através de gerações de jaguarenses, principalmente por pessoas que retratam que se identificam com o negro em sua vida cotidiana. A metodologia utilizada foi revisão teórica de memória, identidade, tradição e registro de bens imateriais. Como resultados, pode-se reiterar a importância de evidenciar as  manifestações da cultura popular,  para que sejam reconhecidas e valorizadas, além de expressarem as crenças e diferentes tempos vividos por antepassados, um legado cultural que merece ser registrado.