Tupã - Sistema Online de Apoio a Eventos do CLAEC, II Encontro Humanístico Multidisciplinar e I Congresso Latino-Americano de Estudos Humanísticos Multidisciplinares

Tamanho da fonte: 
ADEQUAÇÃO AMBIENTAL E MODOS DE VIDA: CONFLITOS E TERRITORIALIDADES DOS POVOS RIBEIRINHOS DO SÃO FRANCISCO
Felisa Cançado Anaya, Paulo Henrique Augusto Gonçalves, CLARISSA GODINHO PRATES, ANDREA Maria Narciso Rocha de Paula

##manager.scheduler.building##: Campus Jaguarão
##manager.scheduler.room##: Sala 305
Data: 12-11-2016 08:30 AM – 11:30 AM
Última alteração: 20-10-2016

Resumo


O objetivo deste trabalho é discutir, de maneira breve e objetiva, de que forma o “paradigma da adequação ambiental” tem contribuído para legitimar a instalação dos projetos de desenvolvimento e criado contextos e processos de conflitos ambientais, advindos desses empreendimentos, nos territórios dos povos e comunidades tradicionais ao longo do São Francisco mineiro, os quais, por não fazerem parte deste projeto moderno que visa a hegemonia da identidade material e simbólica do mundo industrial, se encontram, cada vez mais, em condições de embate e marginalidade.