Tupã - Sistema Online de Apoio a Eventos do CLAEC, II Encontro Humanístico Multidisciplinar e I Congresso Latino-Americano de Estudos Humanísticos Multidisciplinares

Tamanho da fonte: 
Tumbas cadáveres: a materialidade da memória e a transição do mundo dos vivos ao mundo dos mortos
Amanda Basilio Santos

##manager.scheduler.building##: Campus Jaguarão
##manager.scheduler.room##: Sala 306
Data: 10-11-2016 08:00 AM – 11:30 AM
Última alteração: 20-10-2016

Resumo


Este trabalho é um recorte da pesquisa em desenvolvimento no mestrado em Memória Social e Patrimônio Cultural (PPGMP-UFPel) que, através da análise das representações mortuárias do século XV na Inglaterra, conhecidos como tumbas transi, ou tumbas cadáveres, pretende explorar uma nova percepção da experiência representativa da morte, assim como analisar a função memorial destas fontes tumulares e na construção visual da identidade de uma nobreza em crise e uma classe burguesa ascendente. Nesta apresentação iremos focar nos aspectos de fronteiras simbólicas entre a vida e a morte, assim como as dicotomias entre o que se foi e o que de fato se tornará que é construído materialmente através deste fenômeno memorial