Tupã - Sistema Online de Apoio a Eventos do CLAEC, II Encontro Humanístico Multidisciplinar e I Congresso Latino-Americano de Estudos Humanísticos Multidisciplinares

Tamanho da fonte: 
A crítica da racionalidade científica: aproximações entre Ulrich Beck e Boaventura de Sousa Santos
Marcelo Rodrigues Lemos

##manager.scheduler.building##: Campus Jaguarão
##manager.scheduler.room##: Sala 304
Data: 11-11-2016 08:00 AM – 11:30 AM
Última alteração: 20-10-2016

Resumo


A compreensão da contemporaneidade, pelas Ciências Sociais, implica a revisão de suas regras metodológicas, através de uma crítica epistemológica dos limites do conhecimento social. Esta pesquisa propõe, com isso, debater a crise de representatividade da ciência, questionando suas noções de verdade. Neste amplo universo de discussões, Ulrich Beck e Boaventura de Sousa Santos são referências destacáveis. Para Beck, a ciência não é entendida apenas como fonte de resolução dos problemas, pois a expansão técnica também é, em diversos casos, a causa geradora de riscos civilizacionais. Santos, por sua vez, afirma que a racionalidade cognitiva-instrumental moderna colonizou e subjugou outras formas de saber, fato que desperta a busca por novas reflexões que rompam com a tendência da ciência clássica de valorizar uma plateia universal específica. Trabalhando com os pesquisadores em questão, é possível notar progressivas transformações na análise científica, que reanimam a razão a partir de outros discursos e parâmetros conceituais.

Texto completo: PDF