Tupã - Sistema Online de Apoio a Eventos do CLAEC, II Encontro Humanístico Multidisciplinar e I Congresso Latino-Americano de Estudos Humanísticos Multidisciplinares

Tamanho da fonte: 
Abigeato e modernização da Fronteira Oeste: O caso de Uruguaiana (1899 - 1904)
Marcelo Bahlis

##manager.scheduler.building##: Campus Jaguarão
##manager.scheduler.room##: Sala 305
Data: 12-11-2016 08:30 AM – 11:30 AM
Última alteração: 20-10-2016

Resumo


Este artigo busca encontrar os significados da prática de abigeato na fronteira oeste do Rio Grande do Sul na passagem para o século XX. O trabalho reflete sobre a atuação da justiça criminal perante estes delitos e visa compreender os sentidos dos furtos e roubos de gado por meio de uma análise que combina a abordagem quantitativa - com base nos dados extraídos dos processos, em conjunto com o método qualitativo - que compreende a partir de cada caso as motivações imediatas que teriam guiado os indivíduos a cometer tais delitos. Os crimes aqui vistos serão criticados a partir da visão de que o abigeato, seja como forma consuetudinária de apropriação, seja motivado pela necessidade, encontra-se dentro do signo de manejo de concepções sobre a propriedade privada em um momento de transformação da sociedade da fronteira oeste do Rio Grande do Sul.