Tupã - Sistema Online de Apoio a Eventos do CLAEC, II Congresso Internacional Online de Estudos sobre Culturas

Tamanho da fonte: 
Uma Proposta de Criação Artística Descolonial com Poesias: Dramaturgias Teatrais Contemporâneas
Vitória Pavan, Marcos Antônio Bessa-Oliveira

Última alteração: 23-06-2020

Resumo


Atrizes e atores do século XXI buscam constantemente meios para um fazer artístico contemporâneo que seja realmente novo, inédito, mas ainda se pautam na lógica moderna e pós-moderna globalizante e universal de se produzir. Assim, pensar e, consequentemente, desenvolver um fazer artístico descoloniais serão propostos e defendidos neste trabalho. Esse fazer procura defender a co-existência horizontal de modos de produzir, e, nessa proposta, apresento a educação somática e as experiências corporais adquiridas por trabalhos de consciência do corpo por meio dos sentidos, como defendidas por Jussara Miller, para a criação de poesias biogeográficas (BESSA-OLIVEIRA, 2017) que emergem do sujeito que a produz e suas narrativas, em seu local de fala. E será com essas poesias que se produzirão novas dramaturgias teatrais, não desconsiderando o texto, mas colocando o sujeito (atriz e ator) e seu corpo (com suas experivivências) como protagonistas do processo. Augusto Boal também auxilia nesta pesquisa por defender um teatro atemporal de protagonismo para quem o faz, levando em conta as angústias e anseios sociais, culturais e políticos de quem encena e assiste (o espect-ator), sujeitos biogeográficos que são produtores de arte, cultura e conhecimento.

Texto completo: PDF